Tartarugas Ninja (Panini Comics)

tartarugas_ninja (1)Com exceção de alguns curtos períodos de transição entre uma editora e outra, as Tartarugas Ninja, mutantes e adolescentes, criadas por Kevin Eastman e Peter Laird nunca deixaram de ser publicadas. No período que vai desde sua estreia em 1984 até 2010, os personagens foram editados originalmente pela Mirage Publishing, First Publishing, Image Comics e Heavy Metal.

Como parte do revival das personagens pela Nickelodeon com sua nova animação em computação gráfica, as Tartarugas Ninja começaram a ser publicadas pela IDW em 2011. A primeira edição chegou às bancas em agosto daquele ano com roteiros de Tom Waltz baseados em argumentos de Kevin Eastman, um dos criadores da série original, e arte de Dan Duncan.

Para os fãs mais ardorosos, a nova revista das Tartarugas Ninja pode causar algum estranhamento. Toda a origem dos personagens foi recontada desde Splinter a Casey Jones, colocando os mutantes agora como criados em laboratório por Baxter Stockman utilizando tecnologia fornecida pelos alienígenas Krang.

tartarugas_ninja (2)Durante uma invasão por ninjas à Stockgen onde a estagiária April O’neil trabalhava até tarde, algumas cobaias acabam sendo superexpostas a um líquido verde fluorescente tornando-se os heróis que conhecemos: Splinter, Leonardo, Donatelo, Michelangelo e Rafael. Parte desta origem foi provavelmente utilizada como referência para o novo filme, como podemos notar pelos boatos de que as Tartarugas teriam origem alienígena.

Além do núcleo principal de personagens, temos Casey Jones, um adolescente que é salvo de uma surra de seu pai alcóolatra por Rafael e se torna um vigilante parceiro de seu novo amigo em suas rondas por Nova Iorque; Rob, um gato vira-latas que ao tentar devorar as pequenas tartarugas durante o acidente que as transformou é atacado por Splinter que o deixa cego de um olho e no futuro trabalha para Baxter como capanga.

O novo título das Tartarugas Ninja chegou ao Brasil um ano depois, em agosto de 2012, publicado pela Panini Comics.

tartarugas_ninja (3)As quatro primeiras edições trazem a minissérie original que apresenta cada uma das Tartarugas com histórias curtas não relacionadas entre si, mostrando um dia na vida de cada uma delas. Depois disso, a revista começou a trazer a série original que aos poucos vai dando pistas sobre o passado dos personagens, interligando as vidas dos vilões aos mocinhos, algo que parece estar muito em voga no mercado de super-heróis atualmente.

tartarugas_ninja (7)Para nós fãs, que acompanhamos os personagens desde os anos 80, as alterações podem soar bastante radicais, mas funcionam! A presença de Kevin Eastman consegue fazer um link convincente com as histórias do passado que conhecemos e aprendemos a adorar. A arte não é das melhores, mas os designs de Eastman para os painéis conseguem trazer um sabor nostálgico como um verdadeiro quadrinho dos anos 80.

A Panini optou por manter o número de páginas da revista original, com uma história por edição e hoje estamos na décima segunda edição. Infelizmente a publicação de Tartarugas Ninja sempre contou com atrasos com alguns hiatos sem qualquer explicação da editora. O mais recente, imediatamente após a décima segunda edição, foi justificado como “renegociação de contrato”. Que esse contrato seja logo renegociado e que o filme novo consiga atrair atenção ao gibi para que as Tartarugas Ninja não deixem as bancas brasileiras nunca mais!

Kowabunga!!!

Nota: 3 de 5

Agradecimento ao Guia dos Quadrinhos pelas capas das edições brasileiras.